Resultados da Jornada

RESULTADOS DA 2ª DIVISÃO SÉRIE 1

2012-01-24 14:18

Primeira derrota do Igreja Nova e Pinheiro de Loures ascende ao 2º lugar

Novidades nesta série; Igreja Nova perde em Frielas (0-1), São Pdero empata na Ota e Pinheiro Loures sobe ao 2º lugar ao vencer em Santa Cruz (3-0)

Frielas-Igreja Nova 1-0, http://www.youtube.com/watch?v=BW8-wkKqe3M e http://www.youtube.com/watch?v=2Acjk9baaGE

Resultado: 1 - 0 a favor da formação do Frielas, um jogo muito bem disputado com o Frielas a levar vantagem devido a garra e determinação com que encarou o desafio. Parabéns Frielas.

 

SITE BOLOGOTA

A série 1, da 2ª divisão distrital da Associação de Futebol de Lisboa, teve a realização da sua 17ª jornada, no passado domingo, com a obtenção de 17 golos nas cinco partidas realizadas, fazendo a média de 3,40 tentos por jogo. As equipas forasteiras foram mais concretizadoras, com 10 golos alcançados, contra 7 das formações visitadas. Registou-se um empate, duas vitórias caseiras e duas vitórias das formações visitantes.

A formação da União Recreativa e Desportiva da Atalaia folgou nesta ronda do campeonato.

O destaque da jornada, ao fim de 15 jogos invicta para o campeonato, vai para a primeira derrota da equipa da Igreja Nova. A visita ao pelado do Sport Clube Frielas foi bastante aziaga para a formação do concelho de Mafra. Apesar disso, a Igreja Nova mantem uma margem confortável, de 9 pontos, sobre o segundo classificado. O Frielas, com esta surpreendente vitória, subiu dois lugares na classificação, ocupando agora o 5º lugar, a 5 pontos do acesso à 1ª divisão distrital.

O Futebol Clube de Ota ficou mais longe do 2º lugar, ao receber e empatar a um golo, com o Futebol Clube São Pedro, que partia para esta jornada nesse lugar. Com este resultado a formação do concelho de Torres Vedras saiu da zona de promoção à divisão superior. O Futebol Clube de Ota manteve o 6º posto na classificação, agora a 6 pontos do 2º lugar.

O Pinheiro de Loures deslocou-se ao campo do Santa Cruz e venceu por três bolas a zero, subindo ao segundo posto da classificação. A equipa de Loures chega a esta fase avançada da competição em condições privilegiadas para subir à 1ª divisão distrital, depois de andar toda a época fora dos lugares de promoção de subida.

O Jeromelo, após ter sido derrotado na passada em jornada em São Pedro, regressou a casa para vencer, pela margem mínima o Luz e Fanhões. A formação do concelho de Mafra ficou agora a um ponto do acesso à divisão acima. O Luz e Fanhões, com esta derrota, desceu dois lugares na tabela classificativa, ocupando agora o 7º posto.

Na parte de baixo da classificação, a Cerca conquistou uma importante vitória frente à Fonte Grada, por quatro bolas a duas, e ultrapassou este adversário na tabela classificativa.

No próximo domingo, dia 29 de Janeiro, disputa-se a 18ª jornada, com os seguintes jogos agendados:

S. LUZ E FANHÕES (7º) – F. C. OTA (6º): Nesta partida entre duas equipas que já muito dificilmente chegarão ao 2º lugar, espera-se um encontro equilibrado, no qual, quem vencer dará um passo muito importante para deixar o seu opositor desta jornada definitivamente para trás.

IGREJA NOVA (1º) – SANTA CRUZ (10º): O líder Igreja Nova, depois de ter sofrido a primeira derrota na competição, deverá regressar às vitórias frente ao penúltimo classificado, que não terá, seguramente, argumentos para contrariar o maior poderio da formação do concelho de Mafra.

PINHEIRO LOURES (2º) – UNIÃO ATALAIA (11º): Agora que chegou ao 2º posto da classificação, a formação de Loures, certamente, não desperdiçará a oportunidade de se manter nesta posição quando receber o último classificado desta série que ainda não venceu qualquer jogo.

SÃO PEDRO (3º) – FRIELAS (5º): Separadas por 4 pontos, esta partida será decisiva para a formação de Frielas, à qual só a vitória interessa. Não será uma tarefa fácil, visto que o São Pedro é muito forte em casa e tudo fará para vencer para se manter na luta pela subida de divisão.

CERCA (8º) – JEROMELO (4º): Partida complicada para os atletas do Jeromelo, que terão de vencer para se manterem na disputa pelo acesso à 1ª divisão distrital.

A formação da FONTE GRADA (9º) folga nesta 18ª jornada.

 

17ª JORNADA - ÉPOCA 2011/2012

 

 

CRÓNICA DO JOGO:

De regresso a casa, após a derrota com o 1º classificado desta série 1 da 2ª divisão distrital, a equipa sénior do Futebol Clube de Ota recebeu o 2ª classificado, Futebol Clube São Pedro, sob um sol radioso e um temperatura ambiente bem agradável.

Para este jogo, o técnico Nuno Jacinto teve muitas dificuldades para compor o onze titular, devido a muitas lesões que têm assolado o curto plantel e convocou dois juniores, nomeadamente o guarda redes Frederico Gomes, presença habitual na convocatória e o estreante, junto dos seniores, Ângelo Marques, habitualmente defesa central ou esquerdo.

Ainda antes do jogo se iniciar houve mais uma baixa a registar na convocatória, com a ausência do Ricardo Quaresma por motivos de doença.

Assim sendo, e tendo na convocatória três jogadores limitados em termos físicos, a equipa técnica teve que recorrer à improvisação para lançar um onze em campo, com os seguintes jogadores: Na baliza o Daniel Duarte. Na defesa, pela direita alinhou o Jorge Faria e pela esquerda o Luis Carica. Os centrais foram o Diogo Ribeiro e o Yuriy Tkachov. No meio campo alinharam o Gonçalo, o Miguel Rocha e o Rui Ferreira. No ataque, pela direita jogou o Nuno Luz e pela esquerda o André Lopes. No eixo do ataque posicionou-se o João Bacalhau.

O jogo iniciou-se praticamente com a equipa visitante a inaugurar o marcador, aos 4 minutos, pelo jogador nº 17, na primeira abordagem séria à baliza do Futebol Clube de Ota.

A equipa de Ota respondeu bem ao golo sofrido e aos 15 minutos, após um cruzamento da esquerda do André Lopes, o Nuno Luz cabeceou a bola ao segundo poste, para uma grande defesa do guarda redes do São Pedro, desviando a bola por cima da barra.

Aos 18 minutos, numa disputa de bola no interior da área, o João Bacalhau foi pontapeado por um adversário, quando tentava cortar o esférico, mas o árbitro mandou seguir o jogo, não assinalando a respectiva grande penalidade.

O jogo seguia equilibrado, bem disputado e competitivo, mas sem grandes oportunidades para marcar.

Aos 26 minutos, na sequência de um cruzamento da direita, o jogador nº 7 enviou a bola à barra da baliza do F. C. Ota.

Aos 28 minutos, o Rui Ferreira trabalhou muito bem na esquerda do ataque, deu a bola para o André Lopes, no interior da área, ganhar posição e desferir um potente remate que levou a bola a passar ao lado do poste esquerdo da baliza visitante.

Aos 33 minutos, na sequência de um canto batido do lado esquerdo, a defensiva do São Pedro atrapalhou-se, a bola ficou quase à disposição do Nuno Luz e o João Bacalhau, mas apareceu um pé de um defesa visitante a atrasar a bola para o seu guarda redes que a teve de agarrar, caso contrário entraria na baliza. O árbitro não descortinou o atraso do defesa para o seu guarda redes e o jogo seguiu sem a marcação do respectivo livre indirecto no interior da área do São Pedro.

Na resposta, no mesmo minuto, a equipa visitante lançou um contra ataque, com o jogador nº 16 isolado, no interior da área, a rematar contra a barra da baliza visitada.

Entretanto o intervalo chegou, sem mais situações de grande perigo junto a qualquer uma das balizas.

Ao intervalo, apesar das duas bolas na barra a favor da equipa visitante, o jogo estava equilibrado, com as oportunidades a serem repartidas pelas duas equipas, sendo que seria mais ajustado o empate no final dos quarenta e cinco minutos de jogo

 

Na segunda parte do jogo, a equipa de Ota entrou muito bem, com excelente dinâmica atacante e conseguiu chegar à igualdade aos 4 minutos desta etapa complementar com um golo obtido pelo João Bacalhau, após uma excelente jogada individual do André Lopes pela esquerda do ataque otense.

Respondeu bem a equipa visitante ao golo sofrido e aos 53 minutos, num livre directo, descaído para o lado esquerdo, o jogador nº 17 enviou a bola ao poste direito da baliza à guarda do Daniel Duarte.

Com o jogo empatado, as duas equipas procuraram o golo da vitória mas sem descurarem muito a respectiva rectaguarda defensiva, em resultado disso não se registaram grandes oportunidades de golo durante alguns minutos neste segundo tempo.

Aos 70 minutos, o técnico Nuno Jacinto fez a primeira alteração na equipa com a saida do Nuno Luz por troca com o Alexander Deus, que assim regressou à equipa, após um longo período ausente no estrangeiro.

Aos 76 minutos, a equipa de São Pedro da Cadeira teve um grande oportunidade de golo quando, após um cruzamento da esquerda, o jogador nº 16 apareceu ao primeiro poste a desviar a bola, passando a mesma perto do poste direito da baliza do F. C. Ota.

Aos 79 minutos, o jogador nº 16 apanhou o esférico a jeito, fora da área em posição frontal à baliza e aplicou um forte remate que levou a bola a passar rente ao poste direito da baliza à guarda do Daniel Duarte.

Aos 82 minutos, a equipa técnica do F. C. Ota fez a segunda alteração no jogo, com a saida do Rui Ferreira por troca com o júnior Ângelo Marques, que assim se estreou na equipa principal do Futebol Clube de Ota.

O Ângelo foi ocupar um posição na zona internediária, mas pouco depois já estava na zona central da defesa porque o Yuriy saiu do terreno de jogo, durante alguns minutos, devido a lesão.

No tempo de compensação as duas equipas tiveram uma oportunidade para desfazer a igualdade, mas em ambas os guarda redes foram superiores aos avançados e mantiveram a igualdade até ao fim do jogo.

Aos 90+4 minutos, o jogador nº 7, no interior da área, descaido para o lado esquerdo, rematou forte para uma boa defesa do Daniel Duarte.

Na resposta, aos 90+5 minutos, o André Lopes acreditou num mau atraso de cabeça do defesa visitante para o seu guarda redes, valendo na circunstância a antecipação do guardião do São Pedro, numa saida arrojada, aos pés do André Lopes, que por muito pouco não o ultrapassou.

Em suma, assistimos a uma partida equilibrada, onde as duas equipas se bateram pelos três pontos em disputa. O resultado é justo pelo que ambas jogaram, mas a equipa visitante pode-se queixar mais da grande pontaria aos ferros da baliza adversária, nomeadamente em três ocasiões ao longo dos noventa minutos de jogo

 

AF Lisboa - 2ª Divisão Série 2 2011/12

Quatro primeiros vencem

A União Mercês vence e ainda tem uma ligeira esperança de chegar ao 2º lugar, mas as jornadas vão-se esgotando. O Anjos Desportivo perde em Cascais e o Algueirão continua em penúltimo, tendo em conta que o seu jogo foi adiado.

2ª DIVISÃO SÉRIE 2

 

2ª DIVISÃO: Tudo na mesma nos lugares cimeiros onde apenas a equipa de Trajouce e Ponte Frielas atrasam-se em relação ao trio da frente.

 

Cascais aumenta vantagem

Na Série 2, o Lider aumenta a vantagem após goleada em Ponte Frielas (5-0) e beneficiando do empate do Olivais Sul nas Mercês (0-0). De resto empate também foi o que fez a outra equipa de Sintra; O Algueirão empatou em Lisboa (3-3)